Conheça mais sobre a historia da eletricidade

Fala galera, se você é novo na área da elétrica, garanto que a vontade de saber como tudo funciona e quais são as teorias para que todo esse sistema possa ser manipulado e utilizado pelo homem.


Vou deixar os vídeos mais legais que eu acho e recomendo vocês a assistirem para conhecer mais sobre eletricidade e conhecer mais sobre a profissão eletricista.

São vídeos em Episódios e Documentários

Ep 01 - A faísca

Ep 02 - A era da invenção



Ep 03 - Revelações e Revoluções

Vídeos educacionais "Viagem na Eletricidade "


Vídeos criado no ano de 1981 á 1983
Vídeos Perigos da Eletricidade " Profissão Eletricistas "Alta Tensão" (que para mim são os mais fodas)

Vídeos da Historia de Nikola Tesla todo eletricista deve conhecer!
Nikola Tesla - Vídeo 01

Nikola Tesla - Vídeo 02


Nikola Tesla - Vídeo 03


Nikola Tesla - Vídeo 04
Eletrotécnico Felipe Vieira WhatsApp - Dúvidas em Elétrica? Me chama no WhatsApp agora mesmo - (15) 99686-7998

7 Defeitos internos que ocorrem nos motores de corrente contínua

DEFEITOS INTERNOS NOS MOTORES DE CORRENTE CONTÍNUA.

Vamos citar 7 dos muitos defeitos internos que ocorrem nos motores de corrente contínua.
Artigo publicado por: Maria Sabrina Pereira
1-  FAISCAMENTO NAS ESCOVAS.
O Faiscamento que acontece entre a escova e o coletor, tem como responsável a escova na maioria das vezes.
Máquinas com tensão não elevada e baixa corrente, suportam escovas com baixo grafite e semiduras de carvão, e que são de preço baixo.
Já as maquinas que trabalham com alta velocidade e grande potência, o uso de escovas com alta porcentagem de grafite e um elevado preço, será de melhor uso.
Em maquinas de baixa tensão e corrente altas, usa-se escovas de uma mistura de cobre comprimido e carvão.

Ads:


2-  ENROLAMENTO DO INDUZIDO COM SOLDA DEFEITUOSA OU DESSOLDADO DO COLETOR.
Solda defeituosa causa um faiscamento que provocará lâminas escuras. Se as pontas forem dessoldadas, ocorrera Faiscamento em duas lâminas consecutivas.
Desmonte o induzido e faça a prova de continuidade, isto fazendo enviando corrente continua de baixa tensão as lâminas onde deveriam estar as escovas. A seguir, medir com o milivoltímetro, a tensão entre duas laminas adjacentes e assim por diante. As leituras devem ser iguais, salvo nas pontas defeituosas em que a tensão venha a ser diferente de zero. Refaça ou efetue a solda.


3-  ENROLAMENTO DO INDUZIDO LIGADO À MASSA.
Utilizando uma lâmpada como prova, verifique se tem contato entre massa e condutores. Assim que localizar a bobina com defeito ou isolada, substitua por uma nova, havendo assim necessidade.


4-  EXCESSO DE VELOCIDADE.
Bobina de campo interrompida. Encontre o defeito e repare.

Ads:


5-  DEFEITOS DA LUBRIFICAÇÃO.
Encontre os órgãos da lubrificação e repare.


6-  MANCAIS OU ENROLAMENTOS GASTOS.
Se houver folga nos rolamentos e mancais, substitua o rolamento ou repare o mancal.


7-  ISOLAMENTO DEFEITUOSO ENTRE ESCOVAS.
Desmonte o porta-escovas, faça um polimento com muito cuidado nos isolantes que separam as escovas da máquina.


Envie sua dúvida ou sugestão para msp.sabrina@gmail.com

Recomendamos: