"Professor Digital" lista cinco dicas para ensinar na internet

Share:
“Professor Digital” lista cinco dicas para ensinar na internet

Usar as ferramentas adequadas e compartilhar conteúdo de qualidade são algumas sugestões

O que para muitos pode ser um pesadelo. Para tantos outros pode ser um sonho realizado.

Considerada a vilã da concentração, seria possível competir com a internet? A resposta é: não. E, na verdade, isso nem é necessário. De acordo com o professor digital Rubens Godoy Sampaio, criador da plataforma Como Estudar, aliar o ensino à distância com as atividades já praticadas em sala de aula é uma alternativa viável e, às vezes, até rentável.



“A função do professor tem que ser reinventada completamente. Afinal, a cada dia que passa os estudantes estão ficando cada vez mais autônomos e se tornando capazes de aprender sozinhos aquilo que lhes interessa. Então, como instrumento de aprendizagem, a internet é a ferramenta mais poderosa que temos hoje”, disse.

Para Rubens, a internet, definitivamente, não é a vilã da concentração. “Eu tenho um filho de 16 anos, que está no 2°ano do Ensino Médio e que assiste aulas de Física do 2° da Universidade de Harvard, do MIT. Ele já acabou o segundo ano da faculdade de física em Harvard, pela internet. E ainda assiste tudo em inglês e sem legendas. Quem ganhou nessa? Ele ou a internet?”, contou.

Para auxiliar os professores sobre como transformar a internet em uma possibilidade de ensino, Rubens listou cinco dicas que você pode conferir abaixo:

Participe de redes de relacionamentos

Professores interessados em aprender mais e ajudar seus alunos podem incrementar suas habilidades docentes participando de grupos de interesse nas redes sociais. O Facebook, por exemplo, pode se tornar uma rede de aprendizagem profunda tanto para professores como para os alunos. Portanto, professores podem formar grupos de educadores para trocarem experiências metodológicas ou mesmo fazer pesquisa de conteúdo por meio da troca de informações.

 Use as redes sociais a seu favor

Crie grupos para interagir com seus alunos e estabeleça um relacionamento mais profundo com eles. Isso pode ajudar no processo de aprendizagem dos estudantes e até mesmo no de ensino dos próprios professores.

Crie um canal para ensinar gratuitamente

O Professor pode gravar vídeos do próprio celular e disponibilizá-los em um canal no Youtube.  Não somente os seus alunos podem ter acesso a este conteúdo, mas também outras pessoas interessadas no assunto. Assim, o poder de compartilhamento e propagação é bem maior. Com criatividade e pouco trabalho, o professor pode globalizar o seu conhecimento.

Expanda os horizontes, disponibilize cursos

Os professores podem ainda criar cursos online e disponibilizá-los na internet. Ao invés de ter de repetir a mesma aula, o docente pode gravar esta e mais uma sequência e ministrar minicursos pela internet. Há infinitas ferramentas para ajudar o professor a montar seus cursos e até monetizar essa prática. De forma muito simples, é possível criar vídeos não listados no Youtube, que só podem ser acessados por quem souber o link. Esse conteúdo pode estar dentro de um grupo fechado ou de um grupo secreto no Facebook e o professor pode cobrar pelo acesso a esses vídeos. Ou seja, é possível oferecer um curso on-line e com custo quase zero!

Compartilhe conteúdo de qualidade

O que faz a experiência do usuário da internet ser uma experiência positiva e oferecer conteúdo de qualidade. Um professor é, por natureza, especialista em algum assunto. Então, mãos à obra! Grave suas aulas e comece a distribuí-las nos canais de comunicação em massa. O mundo vai agradecer e você descobrirá uma forma legal e divertida de ensinar mais pessoas e quem sabe até ganhar dinheiro com isso.

Compartilhado de : http://www.educacao.sp.gov.br/noticias/professor-digital-lista-cinco-dicas-para-ensinar-na-internet/

Eletrotécnico Felipe Vieira WhatsApp - Dúvidas em Elétrica? Me chama no WhatsApp agora mesmo - (15) 99686-7998